Rotary Club de Indaiatuba – Os 60 anos de um Clube de História

2015-11 - 60 anos capa
Especial baseado na matéria publicada na Revista Destaque, edição de setembro/outubro/novembro de 2015 (ano 9 – ed.32) com a colaboração dos companheiros Carlos Gustavo Nóbrega de Jesus, Antonio Reginaldo Geiss e Pedro Albertini e fotos do acervo do Rotary Club de Indaiatuba, Fundação Promemória de Indaiatuba e Revista Destaque.
A história do Rotary se inicia em meio à situação caótica em que se encontrava a cidade de Chicago nos Estados Unidos da América no ano de 1905. Em 23 de fevereiro deste ano, ocorre a primeira reunião em uma modesta sala do edifício da North Dearborn Street, onde o advogado Paul Percy Harris e mais três amigos formam um movimento ousado que se baseava no princípio da solidariedade e que se consubstanciava inicialmente nas seguintes ações: desenvolver o companheirismo; estender o movimento a outras cidades e intensificar o serviço à comunidade.

Tais ações pareciam impossíveis naquela época, porém, com o passar dos anos o Rotary começou a expandir seu trabalho por diversos países. Inclusive, o nome Rotary foi escolhido tendo em vista, que, inicialmente, as primeiras reuniões eram realizadas rotativamente em escritórios dos rotarianos.

Desse modo, nesse período de expansão, suas ideias também chegaram ao Brasil e se estenderam por diversas cidades no Estado de São Paulo, incluindo Campinas, Jundiaí e Itu, inserindo posteriormente Indaiatuba nesse contexto por iniciativa de Nelson de Almeida Domingues, que contava com o amplo apoio de Célio Figueiredo Silva e Wilson Arrighi, membros do Rotary Club de Itu.

Após os primeiros passos, em 1º de julho de 1955 ocorre a primeira reunião e declaram-se coligados como sócios fundadores: Nelson de Almeida Domingues, que viria a ser o primeiro Presidente do Rotary Club de Indaiatuba, José Costa de Mesquita, José Machado de Campos, Luiz Teixeira de Camargo Júnior, Waldemar Giomi, Sinésio Martini, Eduardo Fayzano, José Teixeira de Camargo, Julio Nicolau, Lauro Magnusson, Scyllas Leite de Sampaio, Mario Paulo, Guerino Lui, Victório Prandini, Raffaello Fanttelli, Jácomo Nazário, Vitantonio Scisci, Caio da Costa Sampaio, Max Victor Ramm, Odilon Ferreira, Geraldo Wikelmann, Joséf Jan Havlik e Adib Pedro.

2015-11 - 60 anos (4)

Em 12 de novembro deste mesmo ano, ocorre uma reunião festiva com a presença de diversos convidados ilustres da comunidade indaiatubana e membros de outros Rotary Clubs da região, para o recebimento das mãos do Governador do Distrito 119, Dr. José Arouche de Toledo, o diploma de admissão, datado de 23/09/1955 sob o número 8552, do Rotary International, consolidando o seu lugar na organização.

No ano seguinte, em 01 de outubro de 1956 é criada a AFRI – Associação das Famílias de Rotarianos de Indaiatuba, que trazia como presidente Carmem Carpi Giomi, vice-presidente Helena de Campos Camargo, como 1ª secretária Maria de Lourdes Faleiros Pedro e 2ª secretária Rosa Ambiel Camargo. Seu principal objetivo era atender a comunidade indaiatubana em fins humanitários e culturais, promovendo também ao decorrer de sua atuação diversos eventos beneficentes. Dessa forma, o Rotary começa a se inserir no cotidiano da cidade.

Na década de 1950 o Rotary participou da criação de um clube social para Indaiatuba, pois até meados desta década, a comunidade, com pouco mais de 15 mil habitantes, não possuía um clube social. Na cidade, quando se queria promover uma atividade eram emprestados os salões anexos ao Bar Central ou ao Hotel Candelária. A ideia de formar um clube onde as famílias e a mocidade pudessem se reunir sempre esteve no imaginário, porém foram mais dez anos de tentativas sem êxito.Cercado de pleno êxito foi criado em 1957 o Indaiatuba Clube, nome dado para homenagear a cidade, inaugurado em 1º de julho de 1957, data onde foi assinado o contrato de locação do prédio, no nº 163 na Praça Leonor de Camargo Barros.

2015-11 - 60 anos (3)

O início da década de 1960 foi de intenso trabalho para os rotarianos. O município estava em pleno crescimento e com isso algumas necessidades foram aparecendo. Assim, o Rotary Club Indaiatuba esteve presente em diversas ações no sentido de cobrar as autoridades e conscientizar a população de que as melhorias eram necessárias.

Uma destas ações foi a mobilização para a conclusão do edifício dos Correios e Telégrafos, que começou no ano de 1956 e somente foi concluída em 1962, localizada na Praça Prudente de Moraes e inaugurada com a presença de autoridades municipais, estaduais e federais.

2015-11 - 60 anos (29)

Também nos anos 1960, o Rotary Club de Indaiatuba se mobilizou pela instalação de um gabinete dentário junto ao SESI (Serviço Social da Indústria), já que em outras cidades do Estado isso funcionava plenamente. Tal mobilização resultou na instalação da agência do IAPI (Instituto de Aposentadoria e Pensões dos Industriários) contribuindo para a melhoria da qualidade de vida dos trabalhadores da cidade.

Outro fato de extrema importância na história de Indaiatuba e que teve participação ativa do Rotary Club Indaiatuba foi a instalação da tão desejada Comarca de Indaiatuba. Mesmo após sua elevação a Freguesia em 1830, e posteriormente, sua elevação a Vila, isto é, à categoria de Município em 1859 – que consolidou a sua independência política de Itu – a cidade continuou por mais de cem anos ainda dependente, sobretudo na esfera jurídica.

Ter um representante do poder judiciário, ao invés da construção de mais uma Vara para Itu que se encontrava totalmente saturada, traria a Indaiatuba diversas melhorias como: Fórum, Junta de Conciliação Trabalhista, Registro de Documentos, Juizado de Menores, Juiz de Direito, apuração de eleições, registro de escrituras, inventários, certidões, exames e carteiras de motoristas, cartórios, entre outros.

Entretanto, para que a instalação da Comarca de Indaiatuba acontecesse fez-se a necessidade de uma campanha intensa que abarcasse todas as esferas da comunidade, onde o Rotary Club de Indaiatuba teve extrema importância. Suas reuniões eram cercadas de discussões e ações para que a instalação fosse assim efetivada.

Os anos 1962 e 1963 foram inteiramente intensos para os rotarianos. Eram realizadas reuniões incansáveis com o prefeito da época, deputados e vereadores para a busca do total apoio à causa.Uma comissão especial foi criada e recebeu o nome de “Operação Comarca” sendo responsável pela mobilização dos mais diversos setores da sociedade. Com uso de faixas e slogans, este movimento era responsável também pelo recolhimento de assinaturas para endossar a representação, que seria entregue à Assembléia Legislativa do Estado para efetivar a elevação do município a Comarca.

Dessa maneira, a operação utilizou-se de algumas ações que foram de grande valia. Uma delas foi a participação das igrejas da comunidade, para captação de assinaturas junto à população.

O Rotary Club Indaiatuba também obteve o apoio do IBGE para realização de um Recenciamento Urbano.E no dia 21 de março de 1963 integrantes da operação – que nesse ano caminhava a todo o vapor – estiveram em São Paulo juntamente com o Prefeito, Deputados, Vereadores e representantes de Indaiatuba para pedir o apoio ao então Governador do Estado de São Paulo, Adhemar Pereira de Barros, quando este prometeu para, em breve, solucionar o importante problema.

Enfim, no dia 23 de abril do mesmo ano, ocorre o ápice da jornada cívica liderada pela “Operação Comarca”, na qual é entregue à Assembléia Legislativa do Estado a representação com mais de 100 páginas e mais de sete mil assinaturas. Assim, após todos os esforços, em 31 de dezembro de 1963, pela lei 8.050 é criada a tão esperada Comarca de Indaiatuba concretizando mais uma vitória para a cidade, mesmo que a sua instalação ocorra efetivamente somente em 1965.

Foi a maior mobilização pública realizada em Indaiatuba.

2015-11 - 60 anos (5)

Como dito anteriormente, a década de 1960 foi de intensas mobilizações para os rotarianos, já que Indaiatuba encontrava- se em pleno crescimento. Assim, com a criação da Comarca de Indaiatuba em 1963, a próxima meta estipulada pelo Rotary Club para a cidade foi a abertura de uma filial do Banco do Brasil. Constava-se que em 1964, segundo dados oficiais da época, 60% dos empréstimos da carteira agrícola, industrial e comércio da agência do Banco do Brasil de Itu eram feitas aos produtores de Indaiatuba, portanto, viu-se que uma agência na cidade traria maiores facilidades e benefícios econômicos para desenvolvimento da indústria, comércio e lavoura. Foi um longo esforço por parte das ações dos companheiros rotarianos, com incontáveis reuniões e ofícios, quando quase dez anos depois, em 1974, o Conselho Monetário Nacional autorizou a abertura da agência do Banco do Brasil em Indaiatuba, contribuindo para o progresso econômico.

Já o ano de 1965 é considerado pródigo para a cidade, pois, além da instalação efetiva da Comarca, é criada neste mesmo ano, a Associação Comercial e Industrial de Indaiatuba. Entretanto, sua criação remete às pautas das reuniões realizadas no Rotary Club nos anos de 1961 e 1962.

Assim, foi no dia 29 de março deste ano, que a Associação Comercial e Industrial de Indaiatuba foi criada em reunião com a participação dos rotarianos, comerciantes e industriais, além de outros setores importantes da comunidade, para a aprovação de seu estatuto e eleição da sua primeira diretoria, colocando a cidade num lugar de destaque entre os municípios do estado de São Paulo.

Indaiatuba crescia a passos largos, e no ano seguinte, em 17 de outubro de 1966, pela lei nº 930 foi instituído o Brasão de Armas da Cidade e do Município de Indaiatuba. A contribuição do Rotary Club também foi essencial para que essa iniciativa fosse realizada. “Seu formato redondo, estilo português peninsular, lembra o passado lusitano do Brasil. Em seu interior, os dois campos de gole (vermelhos) evocam os sentimentos de liberdade, audácia, intrepidez e combatividade. O terceiro campo de blao (azul) representa lealdade, glória, serenidade e zelo. No primeiro campo, um pé de Indaiá, remete à lembrança do nome da cidade desde seus primeiro tempos. No segundo campo, as duas polias conjugadas lembram o esforço industrial, marcando seu progresso e evolução constante. No terceiro campo, a faixa de prata ondulada representa o rio Jundiaí que constitui a base do sistema hidrográfico de Indaiatuba. A primeira data refere-se ao surgimento da cidade, quando Indaiatuba é elevada à categoria de Freguesia, e a segunda data à elevação de Município. Em sua parte externa a coroa mural é a simbologia de município em heráldica e o escudete de blao (azul) com uma flor de liz de prata sobre a porta principal da coroa mural é a evocação da padroeira do município, Nossa Senhora da Candelária. À direita, o ramo de café frutificado na sua cor natural é o simbolismo dos paulistas que trabalharam na lavoura de café e contribuíram para o crescimento do país. O ramo de louro, à esquerda, é a lembrança perene das glórias do povo de Indaiatuba, que tem feito tudo pelo seu engrandecimento e, conseqüentemente, o de São Paulo e do Brasil.”

2015-11 - 60 anos (25)

No início da década de 1960, como já citado anteriormente, a cidade contou com a criação do posto de atendimento do gabinete dentário do SESI (Serviço Social da Indústria) com total apoio do Rotary.

Portanto, nos anos finais da década de 1960, outras necessidades tornaram-se presentes no cotidiano da comunidade e os rotarianos iniciam novas discussões em suas pautas de reuniões, uma destas foi a possibilidade da instalação, pelo SESI, do Centro de Aprendizado Doméstico (CAD) que ministraria diversos cursos, entre eles: educação familiar, educação sanitária, economia doméstica, orientação de costura e educação sexual para crianças, adolescentes, senhoras, senhores e interessados em geral, gratuitamente. Logo, em 1970 o Centro de Aprendizado doméstico tornou-se uma realidade, podendo atender turmas com até 250 alunos.

Ainda com relação ao desenvolvimento da educação, O Rotary Club de Indaiatuba teve grande participação nessa área, oferecendo grande auxílio no funcionamento na década de 1970, do Mobral em Indaiatuba. O Mobral – Movimento Brasileiro de Alfabetização – constituiu-se num programa criado em 1970 pelo Governo Federal com objetivo de erradicar o analfabetismo do Brasil em dez anos, na qual propunha a alfabetização funcional de jovens e adultos, visando “conduzir a pessoa humana a adquirir técnicas de leitura, escrita e cálculo como meio de integrá- la a sua comunidade, permitindo melhores condições de vida”. O movimento iniciou suas atividades com o compromisso de dedicar-se à alfabetização de adultos, mas tornou-se uma superestrutura e ampliando o seu campo de atuação às quatro primeiras séries do Ensino Fundamental. Sabe-se que Indaiatuba acompanhou de forma rápida este movimento, que se encontrava em plena expansão por todo o país, e pelo decreto 886 de 1970 criou-se a Comissão Municipal do Mobral. O Rotary realizou vários “pedágios” para arrecadação de fundos para a manutenção do Mobral contando com o apoio da polícia militar local quando “vendia” chaveiros com alusão do programa.

Em 11/6/1966 é criado o Interact, um projeto de um clube para jovens entre 14 e 18 anos, de ambos os sexos, patrocinado pelo Rotary Club Indaiatuba. O primeiro Interact foi criado em novembro de 1962 em Melbourne, Flórida nos EUA. Seu objetivo é promover a compreensão e a boa vontade entre as nações, por meio do desenvolvimento da liderança construtiva, do auxílio ao próximo e da aceitação da responsabilidade pessoal.

2015-11 - 60 anos (7)

Em 1968, em uma das reuniões do Rotary Club de Indaiatuba, foi oficializado o projeto para a construção de um obelisco na Avenida Presidente Vargas, o primeiro símbolo que representava o clube na cidade. Obelisco seria de concreto armado com altura de seis metros indicando os quatro pontos cardeais e revelando a posição geográfica da cidade com informações sobre longitude e latitude. E foi na comemoração do 65º aniversário do Rotary International, no dia 23 de fevereiro de 1970, que ocorreu a sua inauguração tornando-se um dos monumentos da cidade.

2015-11 - 60 anos (15)

Em 1972 o Rotary Club de Indaiatuba inicia uma mobilização para oficializar o Hino Indaiatubano. Sua composição remete-se a homenagear o centenário de Indaiatuba ocorrido em 1930, com música do renomado compositor indaiatubano Nabor Pires de Camargo e letra do poeta indaiatubano Acrísio de Camargo. Por mais de quarenta anos o hino ficou sem sua merecida oficialização, que ocorreu somente em 8 de dezembro de 1974, pela lei 1344.Com imensa alegria, além da esperada oficialização do Hino Indaiatubano, em comemoração ao 144º aniversário da cidade, a Prefeitura Municipal e o Rotary Club de Indaiatuba promoveram uma programação excepcional com homenagens aos compositores, incluindo um concerto com a Banda Sinfônica e Coral Masculino da Polícia Militar do Estado de São Paulo, responsável também pela gravação do Hino de Indaiatuba, que passou a ter sua execução obrigatória em todas as escolas em datas comemorativas do Município.

2015-11 - 60 anos (11)

A década de 1970 também foi de intensa mobilização para os rotarianos. Após diversas discussões que se iniciaram em suas reuniões no ano de 1972, viu-se a necessidade da criação de uma patrulha mirim a exemplo de outras cidades. Assim, originou-se o CAMPI (Circulo de Amigos do Menor Patrulheiro de Indaiatuba). A história do patrulheirismo nasceu em São Carlos, em 1961, em busca de reabilitar o menor desassistido oferecendo orientação e encaminhamento profissional.

Sua ação está cristalizada no trinômio: Educação, Recreação e Trabalho. Dessa forma, Indaiatuba contribuiu ainda mais para o bem estar de sua comunidade.Na semana de 14 a 20 de setembro de 1975, o Rotary Club Indaiatuba se juntou aos 16.400 Rotarys Club existentes em 151 países para comemorar a “Semana da Compreensão Mundial”, com palestras a respeito desse assunto. Esta semana teve como propósito incrementar a Boa Vontade, a Compreensão e a Paz entre as Nações, objetivo principal do Rotary.E em 12 de outubro deste mesmo ano, o Rotary Club recebeu, com imensa satisfação, a presença do renomado pintor uruguaio Carlos Paes Vilaró, na época aqui residente. Suas obras estão presentes em diversas partes do mundo e sua atuação merece destaque também como escritor, compositor e escultor. Vilaró teve grande ligação com a arte brasileira e esteve em contato com importantes personalidades do país, como Vinicius de Moraes e Jorge Amado, o que lhe deu instrumentos para publicações sobre o nosso país.O ano de 1980 já se inicia com uma grande novidade para os rotarianos, pois, em 22 de fevereiro, na reunião festiva em comemoração ao 75º aniversário do Rotary International, foi assinado pelo então prefeito Dr. Clain Ferrari, a lei municipal doando em comodato, um terreno situado na Avenida Itororó, esquina com a Rua Tuiuti, com o prazo de 30 anos, para a construção da sede do Rotary Club de Indaiatuba.Neste mesmo ano, também é comemorado o seu jubileu de prata com o lançamento da pedra fundamental da sede da Casa da Amizade, o plantio de uma árvore, um jantar festivo e missa pela alma dos rotarianos já falecidos. No ano de 1982 foi inaugurada a atual sede do Rotary Club Indaiatuba.

2015-11 - 60 anos (23)2015-11 - 60 anos (26)

No ano rotário de 1980/81, outra importante conquista destacando a importância do Rotary Club de Indaiatuba: um de seus fundadores, Raffaello Fanttelli, torna-se Governador do distrito 462, que naquela época contava com 44 clubes. Seu lema como Governador Distrital foi: “Encontremos Tempo para Servir”. Sua atuação no Rotary Club de Indaiatuba foi extremamente presente. E ele foi presidente no ano de 1957/58 e posteriormente, em 2005/06, ano do cinquentenário do Clube. Sua verdadeira filosofia de vida sempre foi “dar de si antes de pensar em si”, contando sempre com sua companheira Judith, rotariana de coração, que se empenhava em despertar o interesse das outras esposas em prol da prestação de serviços para a comunidade.

2015-11 - 60 anos (18)

Enfim, para terminar esta década de atuação do Rotary Club de Indaiatuba, é importante salientar que desde sua participação ativa nas festividades de aniversário de Indaiatuba em comemoração ao dia 9 de dezembro, dia da elevação de Indaiatuba a Freguesia.

No ano de 1974 com a sua grande mobilização permitia que o Hino Indaiatubano fosse enfim oficializado após 44 anos de esquecimento. Juntamente com a Prefeitura Municipal, elaborou uma programação diversificada com homenagens aos compositores Nabor Pires de Camargo e Acrísio de Camargo, acarretando sua participação na programação cultural dos anos seguintes, fez-se com que este dia tivesse um caráter comemorativo.

2015-11 - 60 anos (10)

Como de hábito, novembro de 1985 foi comemorada a criação da Fundação Rotária. Esta Fundação surgiu na convenção de 1917, quando o presidente do Rotary International, Arch Klumph propôs a criação de um fundo de dotações “com o intuito de fazer o bem no mundo”. Em 1928, este fundo passou a se chamar Fundação Rotária e tornou-se uma entidade do Rotary International.

O ano de 1985 é extremamente importante para Fundação Rotária, pois é o ano do lançamento do Programa “Pólio Plus”, com o intuito de erradicar a poliomielite no mundo. Conhecida como pólio ou paralisia infantil, é uma doença infecciosa viral que afeta a medula espinhal, causando paralisia e em casos mais sérios, a morte. Estimava-se, segundo relatórios da Fundação Rotária que nesse ano, que 75 milhões de crianças estavam sem proteção contra a doença. Tal campanha existe até hoje e já erradicou 99% da doença no mundo.

2015-11 - 60 anos - 90

Entre 1986 e 2002 foram enviados seis jovens para o exterior, com bolsas da Fundação Rotária. Em 01 de outubro de 1986, também se comemorou os trinta anos da Associação das Famílias dos Rotarianos de Indaiatuba (AFRI), que vinha prestando importantes serviços à comunidade desde sua criação.

Em março de 1987, um importante evento promovido pelo Rotary Club de Indaiatuba para a comunidade foi o curso de parapsicologia ministrado pelo professor Sidney Moraes. Para participar era necessário colaborar com 1kg de alimento, que seriam distribuídos para entidades sociais. O curso foi realizado em quatro dias no Indaiatuba Clube, contando com técnicas de relaxamento, estímulo à imaginação criadora, técnicas para concentração e hipnose regressiva, com a participação de 800 pessoas por noite, sendo arrecadadas mais de 2,5 toneladas de alimentos.

Em 1988 iniciou-se a realização pela Associação dasFamílias dos Rotarianos de Indaiatuba o curso “Clube de Mães”, para orientação de gestantes, como higiene, aleitamento e parto, além de ensinar as futuras mamães a confeccionarem o enxoval do bebê. Todo material sempre foi doado pela AFRI. Este curso continuou sendo realizado durante os anos seguintes, sendo um importante serviço prestado à comunidade.A Associação de Cônjuges do Rotary Club de Indaiatuba continuou o projeto Clube das Mães, além de outros como o reforço escolar na Escola Municipal Wellington Muniz, o projeto “Leia para seu filho”, doações de colchas ao Lar São Francisco e de materiais didáticos para alfabetização de adultos, entre outros.

2015-11 - 60 anos (2)

Nesse mesmo ano foi criado o projeto do Banco de Cadeira de Rodas, com o propósito de disponibilizar aparelhos como: cadeiras de rodas, cadeiras de banho, camas hospitalares, andadores, muletas, etc. Esse trabalho, no sistema de empréstimo, é mantido até hoje e com mais de 600 aparelhos colocados à disposição da comunidade já foram atendidos mais de 4800 pessoas, tendo participado também com doações de aparelhos para início de outros Bancos com o mesmo propósito, na nossa cidade e em Clubes do nosso e de outros Distrito.

2015-11 - 60 anos (30) 2015-11 - 60 anos (13)

Em 1990 a Fundação Rotária do Rotary Internacional adquiriu 30 milhões de doses da vacina Sabin para serem aplicadas em todas as crianças do Brasil, como parte do programa “Pólio Plus”. Em Indaiatuba, o Rotary Club iniciou no dia 22 de setembro, a campanha de vacinação, além da conscientização sobre a doença e o soro caseiro, utilizado para curar a desidratação, disponibilizando 6 mil pequenas colheres para prepará-lo.

O Rotary Club de Indaiatuba, em 1992, continuou a oferecer diversas bolsas educacionais por meio da Fundação Rotária, além de receber pelo IGE – Intercâmbio de Grupos de Estudos, integrantes vindos dos Estados Unidos da América e de vários países, com o intuito de adquirir novos aprendizados profissionais na nossa região. O ano continua com mais uma campanha de vacinação pelo programa “Pólio Plus”, na tentativa de cumprir a meta de vacinar todas as crianças do Brasil.

Em 28 de novembro de 1992 foi criado o Rotaract de Indaiatuba. O Rotaract é um clube de jovens entre 18 e 30 anos patrocinado pelo Rotary Club de Indaiatuba. O primeiro Rotaract foi criado em março de 1968 na Carolina do Norte, Estados Unidos. Sua proposta é oferecer a jovens adultos de ambos os sexos a experiência para seu desenvolvimento pessoal, além de ampliar conhecimentos que possam promover a prestação de serviços à comunidade.

2015-11 - 60 anos (21)

Em 1993 também são lançadas, junto ao hemocentro da UNICAMP, diversas campanhas de doação de sangue para o Mini-Hospital do Jardim Morada do Sol, contando com a participação de toda comunidade para a causa.Em 23 de junho deste mesmo ano, em reunião no Indaiatuba Clube, foi entregue pelo governador do Distrito 4620 o diploma de admissão ao Rotary Internacional para o Rotary Club de Indaiatuba Votura, formado por 29 profissionais de diversas áreas de atividades, sendo a segunda unidade do clube na cidade.

2015-11 - 60 anos (24)

O ano de 1995 se inicia com um feito extremamente importante, a vitória sobre a poliomielite no continente americano, atestada pela Comissão Internacional de Certificação da Poliomielite da Organização Mundial da Saúde. O Rotary International participou dessa conquista de maneira efetiva, comprometendo-se a doar aos países em desenvolvimento todas as vacinas necessárias para execução de seus programas de imunizações, levantando uma soma de 240 milhões de dólares, cumprindo tal tarefa em 98 países, inclusive no Brasil.

Juntamente a este feito tão importante ocorre também a comemoração dos 90 anos do Rotary International, que atuava naquela época em inúmeros países, congregando mais de 1,2 milhões de profissionais das mais diversas áreas. Nesse ano o Rotary Club de Indaiatuba comemorou 40 anos de atividades contando com dois clubes na cidade. A comemoração contou com uma exposição mostrando a história do clube na agência da Caixa Econômica Federal.

Além disso, o ano se encerra com a campanha “Natal sem fome” realizada pelo Interact e pelo Rotaract com o apoio do Rotary Club, que teve como objetivo arrecadar alimentos não perecíveis entre os funcionários das empresas da cidade para montar cestas básicas e entregar as famílias carentes.

O ano de 1996 se inicia com a abertura de inscrições para bolsas de estudos em diversos níveis oferecidas pela Fundação Rotária para diversos países, entre estes Turquia e Japão.Em junho deste ano o Interact de Indaiatuba comemorou trinta anos de atividade, sendo o mais antigo do distrito 4620, que abrangia vinte cidades do Estado de São Paulo.

2015-11 - 60 anos (14)

Já o ano de 1997 foi repleto de atividades. Inicialmente, com uma importante campanha do Rotary Club de Indaiatuba juntamente com a Policia Civil de Campinas e do Fundo Social de Solidariedade (Funssol) para emissão da Cédulas de Identidade gratuitamente para pessoas que não a tivessem ou para aquelas que necessitavam de uma segunda via.É importante salientar que em maio desse ano, o Rotary Club de Indaiatuba é reconhecido pelos seus serviços prestados à comunidade. Neste ano também é responsável pela formação do N.D.R.C. (Núcleo Rotary de Desenvolvimento Comunitário), que é uma organização não sectária e apolítica formada por indivíduos não rotarianos que estão dispostos a trabalhar juntos para atender as necessidades da comunidade, tendo o total patrocínio do Rotary Club Indaiatuba. Em Indaiatuba o primeiro N.R.D.C. foi criado em fevereiro de 1997 no Jardim Morada do Sol. Em 2010 se inicia a construção da sede própria da ARRI onde passou a funcionar o N.D.R.C.No ano rotário 1996-1997 o Rotary Club Indaiatuba também doou uma Ambulância para o Lar São Francisco em Indaiatuba, contribuindo, assim, com o relevante papel desta instituição de auxílio às pessoas carentes portadoras de patologia (HIV/AIDS) em situação de risco psicossocial.

Ainda para terminar esse ano, foi estabelecida uma parceria do Rotaract e do Interact com a Secretaria de Educação, para o desenvolvimento de um trabalho de integração entre o jovem e a comunidade com a participação de estudantes que recebem bolsas de estudos da Prefeitura.O trabalho era realizado todo o último domingo de cada mês para um “dia de lazer” sempre próximo a uma escola municipal, compreendendo os moradores do bairro escolhido e principalmente os alunos da pré-escola.

O ano de 1998 se inicia com diversas campanhas de doação de sangue no Mini-Hospital, além do oferecimento de diversas bolsas de estudos nos mais diferentes níveis e países por meio da Fundação Rotária.

Em março de 1998 os dois clubes do Rotary em Indaiatuba promovem um evento importante, o “Arrastão Ecológico” que teve como objetivo preservar o meio ambiente, manter a cidade limpa, conscientizar as pessoas para que não joguem lixo em vias públicas e a importância da reciclagem. Já o ano de 1999 traz a comemoração dos 94 anos de existência do Rotary International, que até aquele ano agregava 28 mil clubes em mais de 150 países.

Em 1999 o Rotary Club Indaiatuba trouxe para a cidade uma iniciativa pioneira do Rotary Club São Paulo (Leste), o “Projeto Rumo”, que se resume num ciclo de palestras de orientação vocacional, para jovens, ocorrendo em diversas escolas estaduais de Indaiatuba a fim de proporcionar a estes alunos melhores colocações no mercado de trabalho.

O ano rotário de 2001/02 traz como governador do Distrito 4310 mais um companheiro do Rotary Club de Indaiatuba, James Alexander Magnus Landmann, que em sua gestão contou com o total apoio de sua esposa Janet Landmann. Seu lema como governador distrital foi “A Humanidade é a Nossa Missão”.

2015-11 - 60 anos (8)

Este foi um ano extremamente gratificante e cheio de trabalho, destacando o intercâmbio de jovens, a formação de um novo Rotary Club no distrito, na cidade de Igaraçu do Tietê, arrecadação para a Fundação Rotária, o aumento do quadro de associados e o intenso trabalho de Janet, com uma alta arrecadação que resultou em sete títulos Paul Harris.

No ano de 2003, o Rotary Club de Indaiatuba apoiou o lançamento do livro “Uma aventura na Terra dos Indaiás” da professora e historiadora Martha Marinho, que resgata a memória da cidade através de personagens centrais.O Rotary patrocinou a edição de 2.500 exemplares. Muitos foram distribuídos patricamente para as escolas públicas da cidade e a renda obtida com a venda dos restantes foi utilizada nos projetos humanitários do clube.

2015-11 - 60 anos (1)

Enfim, nesta década o Rotary iniciou a construção em outubro de 2004, de um “Relógio do Sol” na praça cedida pela Prefeitura na marginal direita do Parque Ecológico, em 2005, em virtude das comemorações dos 100 anos do Rotary International e 50 anos do Rotary Club de Indaiatuba. Na época, o segundo maior relógio do sol do país contando com oito metros de diâmetro.

2015-11 - 60 anos (19)

O ano de 2005 se inicia com a comemoração dos 100 anos do Rotary Club. Para isso, o Rotary Club de Indaiatuba e o Rotary Club Indaiatuba Votura realizaram em comemoração ao centenário, um jantar dançante no Indaiatuba Clube, na qual toda a renda arrecada foi revertida e enviada por meio da Fundação Rotária às vitimas do Tsunami que assolou o sul da Ásia em dezembro de 2004, com pelo menos 280 mil mortes.
Este ano também se tornou importante pela parceria do Rotary Club de Indaiatuba e da Prefeitura Municipal para o lançamento do “Fórum de Indaiatuba – O Futuro em Debate”. Este projeto teve o intuito de discutir o futuro do município com a participação da comunidade. Foram tratados os mais diversos temas de importância para a cidade: Meio ambiente, Saúde, Desenvolvimento Urbano, Educação, Segurança e Desenvolvimento Rural. Os debates proporcionados pelas câmaras temáticas resultaram em um relatório entregue posteriormente para a administração que pôde ser utilizado para futuros projetos da cidade.

Além disso, esta década também é marcada por mais um Governador do Distrito 4310, membro do Rotary Club de Indaiatuba. Pedro Albertini juntamente com sua esposa Neusa Albertini, governou sob o lema “Rotary Compartilha” no ano rotário de 2007/08. O ano traz diversas realizações: intercâmbio de jovens, os mais diversos trabalhos voltados para saúde e nutrição, preservação da água, atividades voltadas à alfabetização e sua continuidade, o congraçamento da Família Rotária e contribuições à Fundação Rotária. Nesse ano, também, todas as cônjuges vivenciaram o espírito rotário por meio de vários projetos, além do livro “Mulheres que Compartilham” com 193 biografias femininas do Distrito.

2015-11 - 60 anos (12)

Foi em 2007 também, que o Rotary Club de Indaiatuba instalou uma lavanderia industrial para o Instituto de Reabilitação e Prevenção Indaiá, que na época contava com 234 pacientes com problemas mentais, álcool, drogas, além de idosos que foram abandonados por seus familiares.

Em 2009 o Rotary Club de Indaiatuba promoveu um torneio de pesca que contou com a participação de 72 pescadores, cuja renda arrecada foi revertida para obras assistenciais do Rotary. Desde então o torneio é realizado todos os anos com semelhante intuito. Já em 2010, junto à Associação Amigos do Bairro Vila Avaí, o Rotary promoveu a ação social “SOS Capivari” que arrecadou donativos para as famílias atingidas pelas enchentes em dois barros de Capivari, na qual, cerca de 470 pessoas se encontravam alojadas em abrigos da prefeitura.

2015-11 - 60 anos (20)
Nesse mesmo ano em 7 de agosto foi fundado o projeto piloto Rota Kids, que é composto por crianças de ambos os sexos entre 8 e 12 anos e também patrocinado pelo Rotary Club de Indaiatuba, porém encontra-se em fase de experiência. Entre diversos projetos desenvolvidos pelas crianças podem-se destacar doações de leite para o Lar São Francisco em setembro de 2014, o desenvolvimento do projeto de Higiene Bucal feito em conjunto com o Rotaract Indaiatuba em outubro de 2014, doações de leite para o Lar de Idosos Cecal em junho de 2015 e doações de mantimentos e roupas para a cidade de Xanxerê em maio de 2015, junto ao Rotary Club, ao Interact e ao Rotaract Indaiatuba.

Nestes anos, a cidade cresceu de maneira arrojada e as atividades de Rotary foram se multiplicando e adaptando às novas necessidades da comunidade. Todas estas transformações levaram os rotarianos a idealizarem um novo clube na cidade. O companheiro Antonio Reginaldo Geiss foi designado para agregar novos líderes e orientá-los nas propostas rotárias. Assim, o grupo foi se consolidando e absorvendo o espírito do Ideal de Servir, onde em cada reunião os laços de amizade foram se estreitando e finalmente, o grupo estava coeso, preparado para a formação de um Rotary Club. Consequentemente, apadrinhado pelo Rotary Club de Indaituba nasce o Rotary Club de Indaituba Cocaes, que em dezembro de 2011 recebeu pelas mãos do governador distrital da época, Marco Antônio Colenci e sua esposa Ana Luiza, o diploma de admissão em Rotary Internacional sob o número 84200.

2015-11 - 60 anos (17)2015-11 - 60 anos - 91

No ano rotário de 2013/14 mais um membro do Rotary Club de Indaiatuba tornou-se Governador do Distrito 4310, Wilson Takada Jr. juntamente a sua esposa Katia Cristina com o lema “Viver Rotary, Transformar Vidas”. Neste ano Rotário obteve uma magnífica arrecadação à Fundação Rotária e Polioplus.

2015-11 - 60 anos (28)

Enfim, para fechar esta década, em parceria com a Fundação Pró-Memória de Indaiatuba lançou o livro “Ambiente, Juventude e Vida” que traz ilustrações e textos sobre o meio ambiente produzidos pelos alunos da Escola Estadual Dom José de Camargo Barros. Os alunos do ensino médio abordaram temas como a degradação do solo, contaminação e escassez de água, poluição, desmatamento, entre outros.

Em 60 anos de serviços prestados à comunidade, o Rotary Club de Indaiatuba celebra sua importante colaboração no desenvolvimento de Indaiatuba que caminha em passos largos rumo à modernização. O “ideal de servir” sempre estará presente na família rotária, que continuará com e para a comunidade o seu trabalho, sempre visando o objetivo final que é a “Paz entre as Nações.”

2015-11 - 60 anos (27)2015-11 - 60 anos (22)

Anúncios

Sobre rotaryclubindaiatuba

Contador, professor universitário, empresário e rotariano, eu me chamo Erico Piovesan, tenho 34 anos e moro em Indaiatuba, Estado de São Paulo, cidade em que nasci e me criei. Na família rotária desde 1998 e no Rotary Club de Indaiatuba desde 15 de junho de 2009, hoje ocupo o cargo de secretário do meu clube e, em 2010, decidi criar esse blog para servir de boletim das atividades do Rotary Club de Indaiatuba, Distrito 4.310.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s